Laboratório de Imagem e Som - LIS/FAED/UDESC

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Regimentos



REGIMENTO INTERNO DO LIS - Laboratório de Imagem e Som





CAPÍTULO 1. DO LABORATÓRIO


Art. 1º. O Laboratório de Imagem e Som (LIS) é uma entidade formalmente criada a partir de 2005, quando foi ofertada pela primeira vez a disciplina de Prática Curricular em Imagem e Som pelo Departamento de História da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Desde então, o LIS vem desenvolvendo atividades de ensino, pesquisa e extensão relacionadas à reflexão e ao uso de meios audiovisuais para o ensino de História e a elaboração de produtos na linguagem de áudio e vídeo na área da História e humanidades.



Art. 2º. O LIS é administrativamente ligado ao Departamento de História (DH) do Centro de Ciências Humanas e da Educação (FAED). Tem como instância superior o Colegiado do Departamento de História e o Conselho de Centro da FAED.



Art. 3º. O LIS funcionará de acordo com o presente regimento, elaborado a partir da Portaria nº 115/2009 que regulamenta a criação e utilização de Laboratórios da FAED.





CAPÍTULO 2 – DOS OBJETIVOS


Art. 4º. São objetivos do LIS:


I - Dar suporte material e técnico às aulas e atividades das disciplinas de “Prática Curricular em Imagem e Som ”, bem como à realização dos estágios previstos pela disciplina;


II - Dar suporte aos projetos de ensino, pesquisa e extensão de professores que compõem a equipe do laboratório, ou através de parcerias com outros núcleos, laboratórios e instituições, dentro e fora da UDESC, interessados em desenvolver projetos que façam uso de material sonoro e visual para a produção e difusão do conhecimento histórico.


III - Promover a atualização constante de equipamento e meios de gravação e edição em áudio e vídeo, bem como da bibliografia e discussão teórico-metodológica acerca da produção e difusão de conhecimento histórico em imagem e som.


IV - Possibilitar aos graduandos e pós-graduandos do Curso de História e demais interessados o contato com profissionais e instituições da área, e afins aos objetivos do LIS, através de palestras, cursos e oficinas;


V - Organizar, catalogar e disponibilizar todo o material produzido pelos diversos projetos vinculados ao Laboratório.





CAPÍTULO 3. DA COORDENAÇÃO


Art. 5º. A Coordenação deverá ser composta por um coordenador e um vice-coordenador.


Art. 6º. Podem ocupar os cargos de coordenação os professores efetivos da FAED que estejam há, no mínimo, dois anos desenvolvendo projeto e/ou atividade regular de ensino, pesquisa ou extensão no LIS.


§1º - O mandato será de 2 (dois) anos, podendo ser prorrogado para mais 2 (dois) anos, tendo início no mês de abril.


§ 2º - A mudança de coordenação do LIS deverá ser deverá ser  previamente definida junto a Equipe Executiva do laboratório, devendo ser posteriormente comunicada e referendada em reunião ordinária do Departamento de História.


Art. 7º. São obrigações do coordenador do LIS:



I – Desenvolver e divulgar atividades de ensino, pesquisa e extensão de acordo com as finalidades previstas pelo Laboratório.



II – Promover intercâmbio e buscar parcerias entre laboratórios e instituições afins.



III – Elaborar relatório de atividades desenvolvidas, quando solicitados pelos Departamentos e Direções.



IV – Zelar pelo patrimônio do Laboratório informando ao setor de patrimônio sobre a incorporação e descarte de bens e equipamentos.



V – Estabelecer regras para o empréstimo e devolução de materiais equipamentos, instrumentos, mobiliário, e material bibliográfico do laboratório.



VI – Orientar os integrantes do Laboratório quanto aos cuidados de organização e asseio do espaço do laboratório;



VII – Organizar junto com a Equipe Executiva a disponibilização do espaço do Laboratório no que se refere ao seu uso em horários e dias previamente agendados, visando o adequado desenvolvimento das atividades no local, a exemplo de aulas, oficinas, cursos, reuniões, entre outras;



VIII – Comunicar de imediato, à Chefia do Departamento, eventuais irregularidades.



IX – Elaborar ofícios e outros documentos (declarações, certificados, convênios) envolvendo o Laboratório, assim como avaliar e deferir ofícios encaminhados ao Laboratório.



X  - Presidir as reuniões da equipe e garantir seu bom funcionamento;



Art. 8º. São obrigações do vice-coordenador do LIS:



I – Apoiar o coordenador do LIS em suas atribuições.


II – Assumir as funções do coordenador durante sua ausência.




CAPÍTULO 4 – DA EQUIPE EXECUTIVA


Art. 9º. Compõe a equipe executiva do LIS:



I - Docentes, discentes de graduação e pós-graduação da UDESC e demais integrantes dos projetos vinculados e desenvolvidos no Laboratório.



II – Bolsistas de Apoio Discente e/ou técnicos-universitários para apoio administrativo ao laboratório.


III – Bolsistas de Monitoria, de Pesquisa e/ou de Extensão, Discentes Voluntários de projetos vinculados ao Laboratórios.



IV - Pesquisadores e/ou outros profissionais externos à UDESC, desde que formalmente vinculados aos projetos desenvolvidos no Laboratório, sendo essa participação informada ao Coordenador e ao Departamento.



Parágrafo único. Conquanto o LIS tenha parcerias internas e externas à UDESC, o ingresso de membros deverá ser submetido à apreciação do coordenador.



Art. 10º. Na atribuição das responsabilidades pelas atividades desenvolvidas, a Equipe Executiva é formada por (ver organograma ao final):



I – Coordenador e Vice-coordenador do LIS;


II – Bolsista de Apoio Discente ou Técnico-Administrativo;


III – Coordenadores de Projetos de Ensino, Pesquisa e Extensão;


IV – Coordenadores de Grupos de Pesquisa e Representantes do Programa de Pós-Graduação em História da UDESC;


V – Outros pesquisadores e participantes vinculados a Projetos em atividade no LIS, entre elementos internos ao Centro e à UDESC e parcerias externas de outras IES ou instituições afins aos objetivos do Laboratório.



Art. 11º. Compete à equipe executiva:



I – Informar à coordenação sobre as dificuldades técnicas e operacionais para o encaminhamento dos trabalhos, bem como sobre qualquer irregularidade verificada no espaço do LIS.


II – Propor à coordenação medidas para otimização do espaço e do trabalho no Laboratório, tais como reparo ou aquisição de equipamentos, softwares, sistemas de agendamento, funcionamento do sítio do Laboratório na Internet, entre outros.


III – Zelar pelo bom funcionamento do Laboratório, de acordo com suas normas de utilização.


IV – Comparecer às reuniões convocadas pela Coordenação do LIS, cumprindo no Laboratório o horário de permanência estabelecido em cada caso.



Art. 12º. Compete ao técnico-administrativo e/ou bolsista de apoio discente:



I – Cumprimento do horário de permanência estabelecido, atendendo telefonemas e recebendo correspondência endereçada ao Laboratório;


II – Observar normativas e regras em relação à manutenção, guarda e empréstimo de equipamentos;


III – Auxiliar a coordenação nas tarefas de agendamento do espaço, organização e funcionamento do LIS;




CAPÍTULO 5 - NORMAS DE UTILIZAÇÃO

 

Art.13º. As normas de utilização dos Laboratórios da FAED devem ser observadas conforme consta a seguir:



I – Para solicitação do espaço do Laboratório e de seus equipamentos, pessoas externas à equipe executiva devem preencher ofício à coordenação, segundo o modelo oferecido, informando o nome, curso, projeto ou disciplina ao qual o trabalho está vinculado, a finalidade do uso e o horário pretendido para utilização, comprometendo-se a dar os devidos créditos de apoio do Laboratório ao trabalho e entregar uma cópia do produto final ao LIS.



II – Pesquisadores e estudantes externos a FAED/UDESC poderão visitar o laboratório acompanhado por membros da equipe executiva;



III – As atividades previstas devem ocorrer com o acompanhamento de docente, bolsista ou técnico-universitário vinculado ao Laboratório, devendo haver previsão semestral de atividades e agendamento de horários de utilização.



IV – Pesquisadores, colaboradores e estudantes que integram a equipe do Laboratório locados em seu espaço físico não devem instalar programas ou sites ilegais nos computadores locados em seu espaço físico.



V – Pesquisadores e demais participantes não poderão divulgar informações confidenciais do Laboratório em grupos de discussão (fóruns, newgroups) ou bate-papo (chat) deliberada ou inadvertidamente.



VI – Sendo do interesse do Laboratório o uso de sites de notícias ou de serviços por e-mail é admissível, desde que o seu uso não comprometa o andamento das atividades.





CAPÍTULO 6 – DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS


Art. 14º. A extinção do LIS ou sua fusão com outro Laboratório se dará pela vontade de seu copo docente e Departamento de origem, devidamente justificada ao CONCENTRO da FAED.



Art. 15º. A mudança de nome de Laboratório, devidamente justificada deverá ser aprovada no Departamento e encaminhada ao CONCENTRO a aprovação.



Art. 16º. Os casos omissos serão resolvidos pela Coordenação, em conjunto com Equipe Executiva.




Florianópolis, 30 de junho de 2011.










NORMAS DE USO DO LABORATÓRIO




Solicitamos a tod@s que utilizam os equipamentos e o usufruto do espaço do Laboratório, especialmente à Equipe do LIS e monitores, a observação dos procedimentos descritos a seguir.

(procedimentos encaminhados na reunião do dia 05 de agosto de 2016)



1. O uso das dependências do LIS deverá estar vinculado a atividades previstas em Curso, mediante conhecimento da Coordenação. Solicita-se aos monitores e a equipe do Laboratório como um todo que observe este aspecto.


2. Somente tem acesso ao espaço deste Laboratório as pessoas com autorização de acesso, conforme indicado na listagem enviada ao Setor de Serviços Gerais. Solicita-se que pessoas não relacionadas a esta permissão somente permaneçam no local mediante a presença da Equipe autorizada.


3. Conforme indicado no Regimento do LIS, o Laboratório destina-se preferencialmente ao atendimento das disciplinas do Curso de História, especialmente as Práticas Curriculares em Imagem e Som. Havendo solicitação de uso do espaço e do equipamento do LIS fora desta condição somente será permitido após avaliação pela Coordenação do Laboratório.


4. No cuidado com o equipamento e espaço solicita-se:



- Evite fazer refeições dentro da sala do Laboratório; mas se o fizer, por favor NÃO DEIXE restos de comida e/ou bebida, embalagens, etc. sobre as mesas e bancadas; POR FAVOR remova os resíduos, uso o cesto de lixo existente no espaço;



- PREFERENCIALMENTE NÃO FAÇA refeições dentro do estúdio do LIS; a lixeira que se encontra ali é reservada a material não orgânico;



- NÃO DESLIGUE O AR CONDICIONADO E O DESUMIFICADOR DENTRO DO ESTÚDIO DO LIS; apenas o faça em caso de extrema necessidade. A temperatura dentro do ambiente  não pode ter muita variação pois causa danos ao acervo digital e equipamentos de uso. Por isso, também recomenda-se que a porta do estúdio permaneça fechada.



- Solicita-se que seja comunicado a Coordenação do LIS e/ou aos monitores de Imagem e Som sobre mudanças no espaço e/ou alteração na disponibilidade dos equipamentos e mobiliário



- Ao deixar o Laboratório, verificar se os equipamentos foram DESLIGADOS, à exceção daqueles que estiverem em uso mediante aviso.

 


 

 

ORGANOGRAMA  do LIS

 

Coordenador

e

Vice-Coordenador

Técnico do LIS

ou

Bolsista de Trabalho

(apoio discente)

Professor Coordenador da Disciplina de P. C. Imagem e Som

Coordenador de Projeto de Extensão

Coordenador de Projeto de

Pesquisa

Coordenador de Projeto de Ensino

Coordenador de Grupo de Pesquisa e Representante do PPGH/UDESC

Monitor

da Disciplina

Bolsista

de Extensão

Bolsista

de Pesquisa

Bolsista

de Ensino

Discentes

do PPGH

Bolsista PROMOP